Dizer “aplicar para a cidadania” é correto?

CIDADANIA NÃO SE “APLICA”

É cada vez mais comum ler e ouvir pessoas usando o verbo “aplicar” como sinônimo de requerer ou solicitar. Isso ocorre devido à crescente influência da língua inglesa, em que se usa o verbo “to apply” nessas situações.

Esse fenômeno é um anglicismo totalmente desnecessário, pois os simplórios “solicitar”, “pedir” ou “requerer” podem perfeitamente resolver todas as situações em que exista a tentação de usar “aplicar” para macaquear o “to apply”.

Cidadania: “posso requerer a cidadania italiana em Dublin” e nunca “posso aplicar para a cidadania em Dublin”.

Passaporte: “vou solicitar a emissão do passaporte da minha filha em Toronto” e jamais “vou aplicar para o passaporte da minha filha em Toronto”.

E, obviamente, uma “application” traduz-se como “requerimento”, “solicitação”, “pedido” e nunca como “aplicação” (soaria ainda mais ridículo).

Eu sei que há pessoas que defendem que a língua não deve ter regras. Eu não estou entre elas. Caso você esteja, desconsidere este post. Cada um é livre para se expressar como deseja.

Gostou? Deixe seu comentário: